CarregandoAguarde

Única - Gestão Transparente em Saúde

Central de Atendimento Única Gestão: Telefone (11) 3218-2290

Digite uma palavra...

Perguntas e Respostas Frequentes

Confira abaixo se a sua dúvida já está respondida, ou entre em contato agora, e envie-nos sua pergunta.

1. Sou paciente renal crônico e faço diálise, tenho direito a transporte gratuito?

Sim, pacientes que fazem diálise possuem:

  • Isenção tarifaria para ônibus, trem e metrô.
  • Direito ao serviço de transporte municipal (peruas), mas devido à grande demanda, o serviço não consegue atender todos os pacientes. (principalmente na capital).
  • Passe livre interestadual para pessoas carentes e portadoras de deficiência. (lei 8.899, de 29/06/1994)
  • No caso da capital em São Paulo, possuem também direito a isenção de rodízio municipal.

Procure orientação como serviço social de sua unidade para maiores esclarecimentos.


2. Sou paciente renal crônico em diálise, tenho algum direito especial para realizar exames na rede pública?
Sim, a Lei nº 7.853, que trata sobre a prioridade de atendimento na rede de saúde pública e/ou privada para pessoas com alguma deficiência, permitem que os pacientes em diálise tenham prioridade no agendamento de consultas e exames nas Unidades Básicas de Saúde.
3. Pacientes em diálise tem algum benefício previdenciário?

Os pacientes portadores de doença renal crônica possuem direitos a:

  • Auxílio doença: o paciente deve ser contribuinte da Previdência Social antes da detecção da doença.  
  • Benefício de Prestação Continuada (LOAS) destinado a pessoas sem renda e que não recebam nenhum outro benefício da Previdência Social.
  • Aposentadoria por invalidez, entre outros.

O Serviço Social de cada unidade orienta e encaminha os pacientes e, em alguns casos, emite relatórios sociais e realiza outras intervenções junto à Previdência  Social.


4. Sou paciente SUS e faço diálise em outro local, como faço para dialisar em uma unidade do grupo única?
Para o processo de transferência, o paciente deverá verificar disponibilidade de vaga na Unidade de destino e agendar uma avaliação, trazendo o relatório médico completo, com os medicamentos em uso, sorologias do ultimo ano e dois últimos exames mensais emitidos pela Clínica de origem. A avaliação com nosso médico não garante que você faça diálise conosco, pois quem autoriza a vaga é a central de regulação local.
5. Sou paciente de convênio e gostaria de dialisar em uma unidade do Grupo Única
O paciente deverá verificar disponibilidade de vaga e se a unidade atende o convênio para agendar uma avaliação, trazendo o relatório médico completo, com os medicamentos em uso, sorologias do ultimo ano e dois últimos exames mensais, emitidos pela clínica de origem.

6. Preciso viajar para outra cidade por um período curto de tempo, como faço para receber meu tratamento?

O paciente deverá verificar se existe uma unidade de diálise na cidade de destino e entrar em contato com clínica para verificar disponibilidade de vaga para transito no período de sua estadia. Caso positivo, deverá comunicar o enfermeiro e o serviço social de sua unidade com antecedência mínima de 1 mês para emissão dos relatórios e solicitação de vaga em trânsito. Lembramos que a nossa clínica não tem controle sobre a vaga do detino que é feita pela central de regulação local.

Com relação as viagens internacionais: não possuímos acesso as cidades e locais que possui centros de diálises, neste caso o paciente deverá fazer o trâmite de contatos e ligações internacionais. O tratamento pelo SUS só é coberta em território nacional, portanto o paciente que dialisa fora do país deve arcar com o custo do tratamento.

7. Quanto tempo irei fazer diálise?
A diálise é um tratamento que substitui a função dos rins, por este motivo o paciente fará hemodiálise ou diálise peritoneal continuamente.
8. Eu posso transplantar?
O paciente será avaliado clinicamente pelo seu médico responsável que verificará se tem condições clínicas para inscrição do transplante. Caso positivo será encaminhado para uma Unidade de transplante para a fila de doador falecido que é controlada pela central reguladora de transplante e não pelas clínicas de diálise. Converse sempre com o seu médico.
9. O que eu posso comer?
O paciente renal crônico está proibido de consumir carambola, pois esta fruta tem uma toxina que é extremamente tóxica ao renal crônico. No geral devem evitar consumo de frutas e verduras cruas além de embutidos (salsichas, lingüiças, salames e demais carnes processadas) para o controle do potássio e evitar ingestão de líquidos em geral. Após início do tratamento e resultado dos exames o paciente será avaliado e orientado individualmente pela nutricionista.
10. Qual a importância de manter os níveis de fósforo normais no sangue?
O fósforo é proveniente da alimentação, em especial dos alimentos ricos em proteínas. Na insuficiência renal crônica, os níveis do fósforo se elevam no sangue devido à incapacidade do rim em eliminar o fósforo proveniente da alimentação. Assim, o fósforo elevado no sangue pode se depositar nas paredes dos vasos sanguíneos, levando à obstrução da passagem do sangue e consequentemente problemas cardiovasculares. Além disso, o fósforo elevado ajuda a estimular a produção de um hormônio chamado paratormônio (PTH) que leva à fraqueza, dores ósseas e articulares, com o desenvolvimento de doença óssea, favorecendo também, o surgimento de doenças cardiovasculares.
11. Quando eu precisar faltar na diálise, como faço?
O paciente não pode faltar ao tratamento, portanto evite agendar compromissos para o dia e horário de sua diálise, caso não seja possível, comunique antecipadamente seu enfermeiro para que ele possa reagendar sua diálise para o horário que tiver disponibilidade.
12. Quando irei colher os exames?
Seus exames serão colhidos geralmente na primeira semana do mês e após o resultado, você será orientado pelo seu médico, enfermeiro e nutricionista.

Clinica On Line
 

Qual seu tipo de acesso?

Sou Paciente Sou Médico ou Profissional

Acesso exclusivo para:
médicos, enfermeiros e Profissionais

Voltar

Acesso exclusivo para Pacientes

Voltar

 

Calcule seu IMC

Índice de Massa Coporal Dite seus dados e calcule o seu
Índice de Massa Corpórea


Peso: Altura:

+ Veja outras ferramentas


Fechar